Tags

, ,

Fundada em 1842 por Peter Carl Fabergé, a joalheria Fabergé era de certa forma ligada à família imperial entre 1885 e 1916, época na qual seus ovos de Páscoa eram encomendados pelo imperador e sua corte e considerados obras de arte da joalheria.

Nessa época foram produzidos 50 ovos destinados aos palácios, mas 8 deles se perderam depois da revolução. E desde então começou uma verdadeira caça ao tesouro, com colecionadores de todo mundo atrás de algum exemplar das joias supertrabalhadas, que levavam metais, pedras preciosas e pinturas esmaltadas, cada um com um tema específico. Hoje eles se espalham por museus, como o Palácio do Arsenal do Kremlin, em Moscou, e coleções particulares.

Peter Carl Fabergé morreu na Suíça, em 1920, totalmente afastado do negócio que criou. Mas em 2007 a família dele retomou o contato com a empresa, o que resultou no relançamento da marca, em setembro de 2009. Tatiana e Sarah Fabergé, as bisnetas de Peter Carl, estão à frente da revitalização, com Katharina Flohr atuando como diretora criativa e administrativa. Em 2011 foi reinaugurada uma loja em Londres e ainda este ano um novo endereço deve abrir em NY.

Se um dia a joalheria se dedicou aos czares, hoje o que ela quer é conquistar um público de jovens milionários. As 2 campanhas divulgadas recentemente foram fotografadas por Mario Testino com styling de Carine Roitfeld e a última delas tem o tataraneto de Fabergé, Josh, e as filhas de Flohr como modelos, pra atrair esse novo público que usa os famosos ovos-joias como pingentes.

Na Páscoa de 2012 a Fabergé fez o caminho inverso e encomendou 200 ovos pra artistas e marcas como a Mulberry, Mary Katrantzou, Marc Quinn, Zaha Hadid, Diane von Furstenberg, Chapman Brothers, entre outros. Eles foram posicionados em pontos da cidade de Londres pra uma caça aos ovos, com o ovo do Jubileu de Diamantes – feito em ouro rosa, com 60 pedras, uma pra cada ano de reinado de Elizabeth II – como prêmio. As peças criadas pra ação estão sendo leiloadas pela internet, com o dinheiro revertido pra 2 instituições de caridade do Reino Unido.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Fonte: MSN Moda

Anúncios